The Problem With Kids Today comentam sobre seu álbum de estreia – “Born To Rock”

Luca Moreira
8 Min Read
The Problem With Kids Today

A banda de New Haven, CT, The Problem With Kids Today, é um novo trio de delinquentes do rock and roll. A banda foi formada em 2020 e é composta pelo vocalista “The Great” Tate Brooks liderando os vocais e guitarra, seu melhor amigo de infância Silas “The Slayer” Lourenco Lang no baixo amanteigado de 4 cordas e vocais e a cola que os mantém juntos “Rock N Roll” Reena Yu segurando as skins e backing vocals.

The Problem With Kids Today está animado para compartilhar seu novo single “What Else Could I Say” e o videoclipe que o acompanha, dirigido por Connor Rog da Kicker Pictures. “What Else Could I Say” é a primeira faixa a ser lançada do álbum de estreia completo da banda, Born To Rock, lançado em 9 de fevereiro de 2024. “What Else Could I Say” está em todas as plataformas de streaming agora para qualquer compartilhamento de playlist.

“Born To Rock” é o álbum de estreia da banda. Como você descreveria a jornada criativa e o processo de gravação deste álbum?

Demorou muito para chegar. Já tínhamos a maioria dessas músicas e gravamos algumas com Sam Carlson – um produtor/engenheiro em New Haven – antes de termos a oportunidade de gravar com Adam Lasus na Q Division. Enquanto esperávamos o estúdio abrir, aproveitamos para praticar essas músicas repetidas vezes, sem parar até que estivessem perfeitas. Sabíamos o que cada música deveria ser antes mesmo de colocarmos os pés no estúdio.

O single “What Else Could I Say” é descrito como um hino indie punk. O que inspirou essa música e como ela estabeleceu o padrão para o resto do álbum?

É difícil identificar o que exatamente inspirou essa música, ou qualquer uma delas. Todos nós ouvimos muitos tipos diferentes de música e tudo isso se mistura e combina com coisas diferentes em nossas cabeças, mas definitivamente parecia mais alinhado com o indie rock que ouvíamos quando adolescentes e então dizíamos KISS ou algo assim. Em termos de estabelecer um padrão, foi o primeiro que sentimos que realmente havíamos atingido, realmente acertado. Isso meio que se tornou a espinha dorsal do disco, crescendo no que hoje é um disco muito variado e divertido.

The Problem With Kids Today

O videoclipe de “What Else Could I Say” foi dirigido por Connor Rog da Kicker Pictures. Como foi colaborar na criação deste videoclipe e o que os fãs podem esperar dele?

É sempre bom trabalhar com Connor. Já havíamos feito um videoclipe e uma sessão ao vivo com ele antes, então tivemos essa história juntos que é sempre útil. Temos gostos muito parecidos e ele realmente entende nossa visão e estética, tornando a colaboração muito divertida e fácil! Reena, que toca bateria, na verdade fez muitas das cenas de fundo que você vê no vídeo. Quanto ao que esperar, você apenas terá que assistir!

Você mencionou que a banda revisita sons e temas dos anos 70, criando uma versão original. Quais são as principais influências musicais que moldaram o som de “The Problem With Kids Today”?

São tantos, honestamente. Poderíamos listar bandas por horas e ainda assim deixar as pessoas de fora. Apenas alguns que nós três temos em comum seriam The Beatles, The Who, The Replacements e Big Star.

Além do lançamento do álbum, vocês estão agendando shows na Nova Inglaterra. O que os fãs podem esperar dessas apresentações ao vivo?

Muita energia. Fizemos nosso nome na Nova Inglaterra com base em nossos shows ao vivo. Somos unidos, rápidos, barulhentos e gostamos de nos divertir. Somos um pouco malucos, mas não vamos te machucar, prometo.

A banda é conhecida por performances ao vivo de alta energia. Como você traduz essa energia para o estúdio durante a gravação do álbum?

Tanto nós quanto Adam Lasus sabíamos que o sentimento ao vivo – aquela energia louca, prestes a desmoronar – é a pedra angular dessas músicas e deste disco. Capturar isso foi essencial. Gravamos ao vivo, evitando a perfeição pelo sentimento e pela energia, muitas vezes fazendo 10/15 takes até que todos concordamos que tínhamos um ótimo.

Você gravou o álbum em oito dias, explorando uma grande variedade de instrumentos. Você poderia compartilhar algumas experiências interessantes que teve durante o processo de gravação?

Bem, foi a primeira vez que estivemos em um estúdio tão grande e grandioso que ficamos todos um pouco impressionados no início. Depois que superamos isso, foi como sermos crianças em uma loja de doces. Eles tinham tudo que você pode imaginar e muito mais que você nunca ouviu falar. Cada pedal, cada amplificador, cada palheta de guitarra. Passamos pelo menos uma hora escolhendo cada peça da bateria. O estúdio também tinha um apartamento ao lado, então pudemos morar lá por 8 dias. Isso foi inestimável. Tínhamos que chegar cedo e sair o mais tarde que quiséssemos, muitas vezes fazendo 12 ou 13 horas por dia, apenas excluindo o resto do mundo e focando apenas na música.

“The Problem With Kids Today” foi apresentado no artigo da Pitchfork sobre o Verso Studios. Como foi essa experiência e como impactou a banda?

A coisa do Pitchfork foi realmente incrível. Um grande obrigado a Brendan Toller e Verso Studios por isso. Pitchfork foi basicamente a Rolling Stone de nossa geração, então ter isso sob nossos chapéus é realmente incrível.

Sendo um álbum de estreia, como você espera que “Born To Rock” seja recebido pelos fãs e pela crítica?

Esperamos que você goste! Se não, guarde para você.

Você mencionou uma mistura de estilos e referências musicais variadas no álbum. Como foi equilibrar essas influências para criar um som coeso e característico para a banda?

Mais fácil do que você imagina, na verdade. No final das contas, a influência vem de todos os lugares. Cada filme que você viu, cada música que você ouviu, cada pessoa com quem conversou, tudo isso se mistura e ajuda a criar a pessoa que você é. Não pretendíamos fazer um disco tão variado e maluco como o que fizemos, apenas um bom. Nós apenas pegamos uma música de cada vez, escolhendo aquelas que amamos e deixando o resto. Quando olhamos para trás, a única coisa que vimos foi “Born To Rock”.

Siga The Problem With Kids Today no Instagram

Share this Article