Haroun Abud (Agência Five)

Haron Abud fala sobre novo personagem na novela “Família é Tudo” da Rede Globo

Luca Moreira
7 Min Read
Haroun Abud (Agência Five)

Aos 12 anos de idade, Haroun Abud já conquistou seu espaço no cenário artístico brasileiro. Com participações em diversas produções na televisão e no teatro, o jovem ator vem se destacando por sua versatilidade e talento.

Atualmente, Haroun está dividindo o personagem Júpiter com Thiago Martins na novela “Família é Tudo”, exibida no horário das 7 pela Rede Globo. Sua atuação na trama tem chamado a atenção do público e da crítica.

Além de “Família é Tudo”, Haroun também esteve presente em outras produções televisivas, como “Gênesis”, da Record, onde interpretou Pildas, e na série “Reis”, na qual ganhou destaque como Ben-Simei na 9ª temporada. Na Globo, participou da novela “Espelho da Vida”, vivendo o personagem André menino.

No teatro, Haroun demonstra sua paixão pela arte cênica. Ele fez parte de duas peças de conclusão de curso no CEDARCO: “As Aventuras de Tom Sawyer”, onde interpretou o menino modelo que tinha uma briga com o Tom, e “Diário de um Banana”. Recentemente, esteve em cartaz com a peça infantil “Brinquedos Consertados”, de Domingos Oliveira, onde desempenhou o papel dos protagonistas Paulinho e Gaspar.

Além de seu talento natural, Haroun investe em sua formação artística, tendo feito cursos de audiovisual com Victor Ferradi, de teatro no Espaço Entre com Christina Betencout, e atualmente está se aprimorando em dublagem no IAB. Com um futuro promissor pela frente, Haroun Abud é um nome a ser acompanhado de perto no universo da atuação.

Como está sendo a experiência de interpretar o personagem Júpiter na novela “Família é tudo” da Globo? Como você descreveria o papel dele na dinâmica familiar da trama?

Foi muito interessante, pois o Júpiter tem quatro irmãos, diferente de mim que sou filho único. Essa relação com irmãos foi muito divertida, pois tivemos uma interação muito verdadeira de carinho e cuidado. O Júpiter é assim, ele cuida dos irmãos mas também gosta de implicar com eles.

Além de “Família é tudo”, você já teve experiência em outras produções televisivas, como “Gênesis”, “Reis” e “Espelho da Vida”. O que você mais gosta em atuar na televisão?

Gosto de conhecer pessoas e viver personagens diferentes. Para mim, é uma grande diversão, mas sempre levo muito a sério o que o diretor pede. Gosto das roupas dos personagens, como em Reis, Gênesis e Espelho da Vida, que foram novelas de época.

Como tem sido conciliar os estudos com a carreira de ator? Você acha que o curso de dublagem no IAB tem contribuído para o seu desenvolvimento artístico?

Estou no sétimo ano e sempre passei direto. Tenho minha rotina de estudos na escola e o horário das gravações não atrapalha. Fora o colégio, sempre faço cursos de teatro, audiovisual e workshops. O curso de dublagem no IAB também está contribuindo para meu desenvolvimento, pois a dublagem é interpretar com a voz o teatro com o corpo e a televisão com o rosto. No final, tudo se complementa.

Você mencionou a preparação com a Mareliz para o papel em “Família é tudo”. Como foi esse processo de preparação? Você teve alguma inspiração específica para construir o personagem Júpiter?

Marilez é uma pessoa muito querida, já a conheço desde os meus seis anos, quando fiz Espelho da Vida. Ela é muito carinhosa, nos acalma e ensina a emoção do personagem. Para viver o Júpiter, o mais importante foi a interação com meus irmãos.

Como foi contracenar com atores renomados como Paulo Tiefenthaler, Arlete Sales, Grace Gianoukas, Cris Vianna e Ana Carbatti na novela “Família é tudo”?

Eles são muito simpáticos e atenciosos. Aproveitei para aprender mais com eles e Arlete Salles foi muito carinhosa conosco, e divertido também.

Você teve a oportunidade de conhecer o Thiago Martins nos bastidores da novela. Como foi essa experiência? Vocês trocaram alguma experiência sobre o universo da música?

Nos encontramos muito rápido e ainda não tivemos tempo de conversar muito. Só tiramos foto e ele é muito simpático e atencioso com todos. Pude ver que é muito querido pela produção.

Você interpretou o personagem Paulinho e Gaspar na peça “Brinquedos Consertados”. Qual é a diferença entre atuar no teatro e na televisão? Você tem alguma preferência entre essas duas formas de expressão artística?

A peça Brinquedos Consertados foi uma experiência incrível para mim e um grande crescimento profissional. Interpretei dois personagens diferentes, como o Paulinho, que é mais calmo e bonzinho, e o Gaspar, mais agitado e malvado. Para mim, o teatro é uma grande escola, pois temos que fazer tudo grande, projetar a voz, decorar o texto e até improvisar. Na televisão, podemos ‘errar’ e fazer de novo. Gosto muito da televisão, mas gosto mais do teatro.

Como foi o processo de preparação para interpretar Júpiter na novela “Família é tudo”? Você teve alguma inspiração específica para construir esse personagem?

Foi uma construção entre três profissionais incríveis, Marilez, Igor Moreira e Mariana Richard. Eles conversavam muito conosco e indicavam a melhor forma para fazer a cena de acordo com nossas personalidades e a dos personagens.

Além da atuação, você também tem interesse em música, tendo participado de programas de TV mostrando sua arte no canto e no ukulele. Como você equilibra suas múltiplas habilidades artísticas? Existe alguma que você gostaria de explorar mais no futuro?

Foi muito divertido, pois os irmãos estavam sempre brincando e implicando uns com os outros. Mas a melhor parte, com certeza, foi a piscina. Estava um dia muito quente e a piscina era linda. Nem queríamos sair dela e com certeza a produção inteira queria entrar. Todos da produção foram muito carinhosos e sempre fico admirado quantas pessoas trabalham por trás das câmeras e são quem fazem tudo acontecer perfeitamente.

Acompanhe Haroun Abud no Instagram

TAGGED:
Share this Article