Com mais de 110 mil visualizações em poucos dias, Zé Vitor e Evandro conquistam o cenário com seu álbum de estreia

Luca Moreira
10 Min Read
Zé Vitor e Evandro

O gênero sertanejo continua a ser um dos movimentos musicais de maior expansão no Brasil. E em meio ao surgimento e consolidação de diversos talentos no cenário nacional, desponta a dupla Zé Vitor e Evandro, que, mantendo a essência do “modão” em suas produções, almeja cativar o coração do público sertanejo.

Originários de São José do Rio Preto, essa dupla surgiu de um encontro “inesperado”, quase como se estivesse predestinado. Durante uma sessão de gravação para um projeto anterior aos planos musicais, entoaram uma música de forma despretensiosa, à capela, e foram surpreendidos pelo resultado. O desempenho não apenas impressionou os próprios artistas, mas também chamou a atenção do ganhador do Grammy Latino, Orlando Baron, e da Management TK Produções. José Vitor Amaral, conhecido como Zé Vitor, e Evandro Rodrigo Dias uniram forças com essas equipes, planejando revolucionar o cenário sertanejo ao mesclar elementos clássicos e contemporâneos. Essa abordagem já confere singularidade ao projeto e tem gerado grande repercussão nas redes sociais, apesar de terem lançado poucas faixas até o momento.

Zé Vitor possui mais de 30 anos de trajetória na música e é autor de sucessos como “Brinquedo de Corda” e “Vai Sentir Saudade”. O cantor, que também domina o violão e a viola, iniciou sua carreira nos anos 90 e desde então se sustenta por meio da música. Suas inspirações incluem artistas como Rene e Ronaldo, além de Chitãozinho e Xororó.

Por sua vez, Evandro, com duas décadas de atuação no ramo musical, trilhou um caminho um pouco diferente. Com habilidades vocais que transcorrem do erudito ao popular, ele deu início à sua jornada cantando na Igreja Batista, logo percebendo que esse seria seu caminho. Influenciado pelo tenor italiano Andrea Bocelli e pelo cantor de ópera Luciano Pavarotti, Evandro funde sua paixão pela música contemporânea com o amor pela música clássica em seu trabalho com a dupla. O primeiro DVD da dupla, “Zé Vitor & Evandro – Ao Vivo em Rio Preto – EP.1”, traz cinco lançamentos inéditos. O single “Quando Bater Saudade Aí”, parte do DVD e lançado ao vivo em 15 de setembro, atingiu a marca de 110 mil visualizações no YouTube em apenas 10 dias.

Como foi o momento em que vocês perceberam que queriam seguir a carreira musical juntos como uma dupla?

Nos encontramos em um estúdio que, até então, não tinha nenhuma relação com a nossa carreira como dupla. Decidimos cantar juntos, de forma descontraída mesmo, e ficamos surpresos com o resultado. Percebemos que aquele dia já estava escrito na nossa história e que a partir dali, tínhamos o propósito de participar da vida das pessoas através da música. Tudo começou a apontar para a mesma direção, nossa sinergia trabalhando juntos, o surgimento de grandes parcerias no processo… e isso deixou ainda mais evidente que estávamos fazendo a coisa certa.

Quais são as principais influências que moldaram o som e o estilo musical de vocês como Zé Vitor e Evandro?

Evandro: O sertanejo sempre foi algo muito presente em nossas vidas. Desde os clássicos, como Chitãozinho e Xororó, até uma geração mais recente, como Victor e Leo e Guilherme e Santiago. No meu caso, também carrego inspirações dos artistas italianos, os quais admiro muito. Dentre eles o cantor de ópera Luciano Pavarotti e o tenor Andrea Bocelli.

Como foi a sensação de ter chamado a atenção do Orlando Baron e da Management TK Produções logo após aquele encontro inusitado no estúdio de gravação?

Zé Vitor: Eu trabalho profissionalmente com a música há mais de 30 anos. Mesmo assim, a minha maior realização, sem dúvidas, está sendo a construção desse trabalho. É surreal pensar que uma pessoa com tanta experiência como Orlando confiou na nossa capacidade como dupla. Foi um misto de sensações entre gratidão e alívio, de saber que nós estávamos seguindo para uma direção positiva. Acredito que essa confiança também foi motivada pelo carinho que temos um com o outro. É visível a nossa cooperação. Isso é algo de que me orgulho também.

Vocês mencionaram a presença de elementos clássicos e contemporâneos no trabalho da dupla. Como equilibram esses aspectos distintos no processo de criação musical?

Nós preparamos tudo pensando nos nossos ouvintes. Tentamos chegar em um consenso do que achamos que eles vão gostar e o que esperam do nosso trabalho. Acreditamos que pensando sempre no público como receptor da mensagem, é possível equilibrar qualquer estilo e conseguir resultados satisfatórios. Surpreendendo quem nos acompanha, agradamos a nós mesmos como consequência.

Sendo Zé Vitor mais voltado para o violão e a viola, e Evandro com uma trajetória vocal abrangente, como essas diferenças individuais se complementam na jornada musical de vocês?

Zé Vitor: Nossos estilos se completam. É como um quebra-cabeça com duas peças que se encaixam perfeitamente e, creio que essa junção seja tão forte porque, além de todas as nossas qualidades individuais, temos algo em comum que nenhuma diferença pode superar: o amor pela arte. Tomamos isso como objetivo e seguimos com o nosso trabalho. Admito que tem dado muito certo.

Como vocês descreveriam o processo de criação do primeiro DVD, “Zé Vitor & Evandro – Ao Vivo em Rio Preto – EP.1”? Quais foram os maiores desafios e as maiores realizações durante a gravação?

Evandro: A gravação do DVD foi um sonho que se tornou realidade. Eu comecei minha carreira tocando em casamentos e não imaginei que em alguns anos estaria desenvolvendo esse projeto tão especial. Posso definir o processo com as palavras parceria e profissionalismo. A maior realização, acredito que foi ver tudo ser desenvolvido com tanta qualidade. Com a ajuda de pessoas tão experientes desse meio. O maior desafio creio que seja entender como lidar com um projeto tão grande. Tivemos muita ajuda, mas essa foi a primeira vez que ambos lidamos com algo desse porte. As estratégias são diferentes, a logística também. Mas, com toda essa colaboração entre nós, tudo ficou mais fácil.

O single “Quando Bater Saudade Aí” alcançou muitos visualizações em poucos dias no YouTube. Qual foi a reação de vocês ao verem essa resposta do público?

Sentimos que nossos desejos estavam sendo realizados e que, acima de tudo, os nossos ouvintes estavam recebendo exatamente o que queríamos passar. A receptividade dessa faixa chegou em forma de carinho para nós, pois ficou visível que quem nos acompanha tem curtido bastante o nosso trabalho.

Quais são as expectativas e planos para o futuro da dupla após o lançamento do DVD?

Queremos continuar sendo fiéis ao nosso estilo para alcançar cada vez mais pessoas que se identificam com as nossas faixas. O DVD foi o pontapé inicial de um propósito muito maior, não só de próximos lançamentos, mas de uma carreira que vá para além das plataformas digitais. Nosso objetivo é deixar uma marca, de forma que as pessoas se lembrem de nós como grandes artistas de sua época. Isso sim é gratificante para qualquer músico.

Como vocês veem o papel da música de vocês na vida das pessoas? Existe uma mensagem específica que desejam transmitir por meio de suas canções?

A nossa missão com a música é que sejamos, de fato, participantes da vida das pessoas. É garantir que as nossas canções façam parte de momentos importantes, para que elas criem memórias inesquecíveis através dos nossos sons. Gostaríamos que os ouvintes guardassem nossas letras e melodias no coração, pois tudo o que fazemos é sempre pensando neles.

Em termos de evolução e crescimento artístico, como vocês enxergam a trajetória da dupla daqui a alguns anos?

Zé Vitor: Imagino que a nossa parceria nos levará a novos horizontes. Espero que nos tornemos referência no nosso trabalho, uma inspiração para novos e velhos artistas de como realizar projetos bem feitos e que realmente toquem os ouvintes de alguma forma. A nossa expectativa é que, em alguns anos, uma parte das nossas faixas vão se tornar grandes sucessos que marcaram alguma fase da vida dos nossos ouvintes. Neste momento, teremos alcançado o nosso propósito.

Acompanhe Zé Vitor e Evandro no Instagram

Share this Article