Exposição fotográfica celebra os 50 anos da Ponte Rio-Niterói

Rodolfo Gomes
4 Min Read

A exposição fotográfica “Ponte Rio-Niterói: 50 Anos Conectando Histórias”, em cartaz até o dia 30/06 no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, comemora as cinco décadas de inauguração da Ponte Presidente Costa e Silva, maior via suspensa sobre águas do hemisfério sul do planeta e um orgulho brasileiro. São 16 magníficas imagens atuais da via, que retratam sua imponência na chegada ao século XXI, clicadas pelos experientes fotógrafos André Cyriaco, Leandro Souza e Antonio Schumacher (este último, o coordenador da mostra), que usam seus olhares experientes para oferecer ao público várias possibilidades poéticas em traços, curvas, cores e luzes. A produção é da DB Editora e a curadoria é do renomado fotógrafo Renato Moreth.

A cada ângulo e momento capturado, os visitantes podem contemplar o resultado único da união harmônica entre a construção humana e a natureza ímpar da região, experimentando a mesma sensibilidade e emoção dos fotógrafos. Os quadros foram produzidos pela Fastframe com impressão fine art, em canvas e papel fotográfico, e com molduras sustentáveis. O CCPCM fica dentro do Campo de São Bento, em Niterói, e funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e nos finais de semana das 9h às 14h. O local não abre às segundas. A entrada é gratuita.

Realizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura de Niterói, a exposição é baseada no livro homônimo, coordenado por Franciane Barbosa e coescrito pelas jornalistas Irma Lasmar e Cyntia Fonseca, publicado pela DB e produzido pela Pas de Deux através da Lei Rouanet, o qual resgata e reconta a história deste marco da engenharia nacional desde antes da concepção de seu projeto. A obra está disponível para leitura on-line gratuita no site da DB Editora e da Ecoponte. Tanto a mostra quanto o livro tiveram como único incentivador a Ecoponte, concessionária que atualmente administra e opera a via e uma das maiores financiadoras de projetos socioculturais do Brasil.

“A DB tem sempre preocupação com acessibilidade e contrapartidas sociais dos projetos culturais que executa. Para a exposição, criamos um tour virtual, que está ancorado no site da editora e da Ecoponte, para aqueles que não podem ir à mostra pessoalmente, e promoveremos a visita de alunos de duas instituições públicas da cidade, que serão recebidos com lanche e música da Orquestra da Grota e da Oficina das Minas, ambos também financiados pela Ecoponte por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura”, conta Franciane.

A mostra já recebeu a visita de autoridades locais, como o prefeito Axel Grael e de parte do secretariado municipal. “Marco da engenharia nacional e referência até hoje para projetos do tipo em todo o mundo, a Ponte Rio-Niterói é responsável por diminuir a distância entre os municípios e os cidadãos dos dois lados da Baía de Guanabara, trazendo inúmeros benefícios para a identidade fluminense e servindo ao estado nos âmbitos econômico, social, cultural e turístico, entre outros aspectos”, ressalta Julio Amorim, diretor-superintendente da concessionária.

Share this Article