Influenciadores são ferramenta fundamental para o mercado da beleza masculina no Brasil

Luca Moreira
6 Min Read

O mercado de beleza masculina no Brasil vem demonstrando uma expansão contínua, refletindo uma mudança cultural onde o autocuidado masculino ganha cada vez mais destaque. Segundo pesquisas globais da Research & Markets, o segmento de cosméticos masculinos está previsto para alcançar um valor superior a 78 bilhões de dólares até 2024, com o Brasil representando uma fatia significativa desse mercado​​. Este crescimento é corroborado por dados da ABIHPEC, que indicam um aumento na vaidade masculina e no uso frequente de serviços como salões e barbearias​​.

O mercado brasileiro de produtos de beleza masculina representa 13% do total de vendas globais nesse segmento​. Este mercado tem mostrado um crescimento expressivo ao longo dos anos. Entre 2012 e 2017, o setor de beleza masculina no Brasil cresceu 70%, passando de R$ 11,7 bilhões para R$ 19,8 bilhões, com um destaque especial para os produtos de cuidados com a pele, que apresentaram um aumento de 75%​​. Isso coloca o Brasil como o segundo maior mercado de produtos para homens, atrás apenas dos Estados Unidos, e indica que o país pode ser líder de crescimento na América Latina até 2021​..

A RaiaDrogasil, reconhecendo o potencial do nicho de beleza masculina, observou um aumento de 27% na demanda por produtos destinados a homens em 2022. Liderando as vendas estiveram as pomadas capilares, bálsamos para barba e shampoos 2 em 1, evidenciando uma tendência no cuidado com cabelo e barba. A empresa tem planos estratégicos para expandir seu portfólio, incorporando itens essenciais como espuma de barbear e gel capilar, além de produtos para cuidados com a pele e lâminas de barbear, atendendo ao crescimento da procura e à diversificação das necessidades do consumidor masculino

O CEO da The Men’s, Danilo Bertasi, sublinha a importância de uma abordagem focada na escuta ativa e na educação dos consumidores masculinos. Através de tecnologia avançada e inovação contínua, a marca desenvolve produtos exclusivos que visam atender às demandas específicas desse público. Bertasi destaca que o crescimento do mercado está apenas no início, com um potencial significativo de evolução, apontando a existência de uma demanda reprimida por novas marcas e aprendizado sobre produtos de beleza masculina. 

O marketplace tem se mostrado uma plataforma crucial nesse contexto, aumentando a interação com o consumidor e atingindo aqueles que os meios tradicionais de mídia não alcançam. Danilo Bertasi, enfatiza que o marketplace é um lugar conhecido e confiável onde os consumidores estão dispostos a experimentar e comprar novos produtos. A estratégia da The Men’s inclui educar e gerar discussões, além de ouvir ativamente os consumidores para desenvolver produtos que atendam às suas necessidades​​.

Uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) já havia revelado que oito em cada dez homens concordam que a preocupação com a beleza não é mais exclusividade das mulheres, refletindo uma mudança cultural onde o autocuidado masculino é cada vez mais valorizado​.​

A importância vital dos influenciadores 

Neste cenário, os influenciadores digitais desempenham um papel crucial no mercado de beleza masculina, atuando como formadores de opinião e promovendo tendências e produtos. Com a capacidade de influenciar as decisões de compra de seus seguidores, eles oferecem dicas, tutoriais, e análises de produtos, abrangendo desde maquiagens e cuidados com a pele até consultorias de imagem e estilo. 

Influenciadores como Henriki Borges, por exemplo, destacam-se no cenário digital com uma presença significativa no Instagram, onde tem alcance de mais de 13,8 milhões de pessoas, sendo 59% delas do público masculino. Ele se posiciona como um beauty coach, ou seja, um coach da beleza que apresenta e desmistifica os tratamentos de beleza e procedimentos estéticos voltados para o público masculino. 

Ele revela que, ao contrário das mulheres, os homens não são familiarizados com os nomes e tendências da estética. “Muitos tem vontade de realizar procedimentos mas tem pouca informação sobre o assunto, não conhecem as tecnologias que podem auxiliá-los e ainda tem um pouco de receio”, disse ao explicar que o público masculino no segmento da beleza é um pouco mais conservador que o feminino.

“Minha missão é mostrar que os procedimentos ofertados são seguros, eficazes e que podem auxiliar o público masculino a apresentar a sua melhor versão”, disse ao explicar que o cenário da beleza masculina no Brasil é dinâmico e em crescimento. Segundo ele, apesar dos homens serem um pouco mais conservadores, as marcas e influenciadores estão se adaptando continuamente para atender às expectativas e necessidades de um público que está cada vez mais engajado em cuidados pessoais e estilo.

Share this Article