Jards Macalé e Sergio Krakowski Trio fazem show nesta quarta, em Copacabana, no Rio

Luca Moreira
5 Min Read

[ouça aqui]

Considerado um dos mais habilidosos percussionistas da atualidade, Sergio Krakowski e seu trio convidaram uma das figuras mais ousadas da música brasileira, o brilhante Jards Macalé, para gravar um dos bambas do samba, o grande Zé Kéti. Batizado de Mascarada, a obra ganha o mundo nesta quarta, 17 de janeiro, nos formatos digital e LP pela gravadora carioca Rocinante. As faixas da bolacha também ganham apresentação inédita: no mesmo dia 17, a partir das 19h no Teatro Brigitte Blair, em Copacabana

Zé Kéti é o nome artístico do cantor e compositor carioca, José Flores de Jesus (1921 – 1999). O artista portelense, que começou a atuar na década de 1940 na ala dos compositores da escola de samba Portela, legou à música brasileira uma herança de mais de 200 composições e uma contribuição imensurável ao samba de raiz. Segundo Sergio Krakowski, a ideia de gravar um disco em sua homenagem surgiu a partir de experimentações em seus concertos: “Após nosso primeiro disco começamos a introduzir alguns sambas no nosso show, com a nossa visão, entrando no lugar do standard de jazz. E a partir disso foi um processo natural ir por esse caminho e explorar esse legado de Zé Kéti”.

Jards Macalé como solista foi a escolha certa para o trio formado pelo guitarrista Todd Neufeld e pelo pianista Vítor Gonçalves. “Todd já era fã do Jards e deu a ideia de chamá-lo para cantar. A gente sentia que a exploração desses sambas não precisava ser apenas instrumental e a abordagem de Jards também é totalmente fora do tradicional – como a nossa”, explica o pandeirista.

Para Jards Macalé, o convite foi uma forma de relembrar o passado e reviver um símbolo da música brasileira. “Conheci o Zé Kéti quando participei como violonista no Teatro Opinião, lá em 1960. Nos últimos anos, ninguém estava falando de Zé Kéti e muitas pessoas não conhecem sua obra. Foi um convite maravilhoso do trio. Me chamaram para Nova York e eu fui!”, conta o artista. 

O álbum Mascarada é resultado dessa mistura de experiências e vivências musicais. “Sinto que é Zé Kéti com uma visão muito contemporânea, particular. Fizemos um disco muito bonito e, se puder usar essa palavra, ‘estranho’”, diverte-se Macalé.

“Gravar com Jards foi incrível, um aprendizado imenso e uma conexão verdadeira. Ele é fundador do que a gente acredita ser a Música Brasileira. Ter ele ao nosso lado é mais que uma honra, é uma reconexão com a experiência real de tocar o samba com os mestres, como uma ponte de energia sonora”, alega Sergio.

“Tentamos nos conectar com algo realmente autêntico, sonoro, sem usar padrões superficiais do que é o samba, o jazz, o pandeiro, a guitarra, o piano ou de como deve soar a voz. O que queremos fazer é justamente abolir as expectativas e se jogar nessa investigação junto com o ouvinte”, completa.

O álbum é composto por sete faixas e a pintura reproduzida na capa é de autoria de Iberê Camargo. No repertório, sambas clássicos do Zé Kéti, como Opinião, Acender das Velas e Peço licença, além de “Improvisação”, música inédita composta por Jards Macalé, Todd Neufeld e Sergio Krakowski.

Mascarada foi gravado por Pepê Monnerat no Brooklyn Recording (NY) com direção artística e produção musical de Sergio Krakowski e Todd Neufeld.

Noites Rocinante 

O projeto é uma realização da gravadora e fábrica de LP Rocinante, que conquistou destaque no cenário musical brasileiro. Fundada em 2018, a Rocinante lançou uma série de álbuns, tanto em formato de vinil quanto digital, com foco na extraordinária riqueza da nova canção e da música instrumental brasileira. A produção local é da Diversão e Arte.

A temporada Rio de Janeiro ocupa o Teatro Brigitte Blair  com as apresentações de Thiago Amud, Sergio Krakowski, Erika Ribeiro e Bernardo Ramos Trio, artistas expoentes da Música Popular Brasileira nos dias 17, 24 e 31 de janeiro com ingressos à venda no Sympla. 

Noites Rocinante – Sergio Krakowski Trio (part. especial de Jards Macalé)

Data: 17 de janeiro (quarta-feira)

Local: Teatro Brigitte Blair, R. Miguel Lemos, 51, Copacabana

Abertura da casa: 19h 

Show: 20h

Ingressos: R$80,00 (inteira) / R$40,00 (meia entrada) – https://bileto.sympla.com.br/event/89752 

Share this Article