Now Reading
Apesar do histórico não ser favorável, Seleção feminina está pronta pra fazer história em Tóquio

Apesar do histórico não ser favorável, Seleção feminina está pronta pra fazer história em Tóquio

São 23 mulheres cujo objetivo é alcançar uma das maiores glórias do esporte: O ouro olímpico em Tóquio. Para isso, a Seleção brasileira feminina de futebol aposta em seus talentos individuais, e muito deles já são conhecidos pelos adeptos, na sua caminhada rumo a Tóquio. A equipe é treinada pela sueca Pia Sundhage, bicampeã olímpica com os EUA, e conta também com Marta (seis vezes melhor do mundo) além das atacantes Cristiane e Formiga, que são as principais jogadoras do time atual.

No histórico olímpico, a seleção feminina conquistou a medalha de prata nas olimpíadas de Atenas, na Grécia, em 2004. Essa foi a primeira medalha olímpica na história a ser conquistada pelo futebol feminino. Antes disso, já tinha sido 4ºcolocado em 1996, e também nas olimpíadas de Sidney, em 2000. Foi sem dúvidas o início de uma geração que se tornaria nos dias de hoje a mais vitoriosa do país. A partir desse desempenho em Atenas, foi possível perceber o crescimento da modalidade no país, hoje por exemplo, já possui implementação de competições nacionais, diversas copas e, divisões de acesso nos clubes em todo mundo, por conta dessa melhoria grandes clubes do Brasil passaram a investir mais no desporto, na medida que incentiva jovens jogadoras em suas categorias de base. Ao retomar a esperança da modalidade, muito por conta do reconhecimento desse esporte com ligas nacionais em disputa, a geração de ouro feminina no atual cenário se fortalece a cada dia, mostrando seu potencial para grandes conquistas no esporte.

No ano de 2007, Marta e companhia deram espetáculo diante de um Maracanã lotado, o resultado disso foi a medalha de ouro conquistada pelo Brasil no Pan do Rio, as cenas estão presentes até hoje na memória dos brasileiros. Porém, nem tudo são flores, não é mesmo? Entre acertos e erros nos últimos anos, o Brasil teve muitas trocas de comando técnico em diversas oportunidades, o que de fato prejudicou o entrosamento e sequência da equipe nas competições de alto nível. Contudo, com a chegada da sueca Pia Sundhage a Seleção feminina vem mostrando um rendimento consistente e com números vitoriosos nos jogos. A técnica já confirmou 15 jogadoras para a disputa das olimpíadas, e tudo indica que os nomes não vão fugir muito dos últimos feito nas recentes convocações que, aconteceram nos amistosos contra Rússia e Canadá. O principal objetivo da sueca Pia é poder trabalhar melhor a parte defensiva do time brasileiro, fazendo testes nesses últimos jogos de preparação para Tóquio.

Seleção-brasileira-feminina – Reprodução

Estatísticas e maiores vencedores olímpicos

See Also

Com 4 medalhas de ouro, 3 de prata, 2 de bronze, o time feminino dos EUA são os maiores vencedores dentro do quadro geral de medalhas de todas as olimpíadas. A equipe americana se consagrou campeã nas olimpíadas de 1996, 2004, 2008 e 2012, de forma consecutiva nessas três ultimas. Em segundo lugar do ranking vem a seleção da Alemanha com uma medalha de ouro conquistada, essa aconteceu nas olimpíadas de 2016, que foi disputada no Rio de Janeiro. Na ocasião a nossa seleção do Brasil terminou fora do pódio ao ser derrotada pela Suécia nos pênaltis e, na disputa de terceiro lugar, acabou perdendo também para o Canadá por 2 a 1. A Noruega finaliza a lista de campeões olímpicos com o ouro conquistado em Sidney, na Austrália, quando a seleção norueguesa venceu a seleção dos Estados Unidos por 3 a 2.

Em 2021 a expectativa pelo ouro é grande. Depois de tantas vezes ter ficado no quase, a seleção feminina de futebol se mostra preparada e com grande potencial para voltar de Tóquio com a medalha de ouro na bagagem.

What's Your Reaction?
Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0

© 2022 Luca Moreira. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Moreira Comunicação.

Scroll To Top

benjabet giriş

-
hiltonbet.club
- lunabet.club - süperbetin güncel adres - gizabet giriş