Em cartaz no musical “Like”, Beth Jorge fala sobre conquistas e expectativas da carreira

Beth Jorge (Foto: Reprodução/Instagram)

A atriz Beth Jorge de 16 anos, começou estudar Teatro Infantil no Teatro Macunaíma, onde até hoje estuda como profissionalizante. Ela cursou interpretação para TV e Cinema na Five School de 2016 até 2019. Cursa Teatro Musical no Estúdio Broadway desde 2020 e fez parte da primeira edição de Ever Legend, O Musical feito pela Oficina dos Menestreis e Millenium Dance Complex Brazil.

Esteve em apresentações de canto no MasterClass na 5ª e 6ª edição, fez parte do Coral Voz e Arte Juvenil em 2021, além de ter feito parte do Christmas Show em 2020. Como penúltimo trabalho, participou de uma campanha Menina Ajuda Menina, sobre a Pobreza Menstrual para P&G, Always, sendo ele o mais recente feito. Confira a entrevista:

Com uma longa trajetória de aprendizado e de vida no teatro, você está prestes a subir ao palco como Tati pelo espetáculo “Like”. Como estão as suas expectativas para mais esse projeto?

Minhas expectativas estão muito altas em relação ao “Like” e a Tati, pois é minha primeira estreia como personagem, em uma peça do teatro musical. Estou muito contente e feliz por dar vida a essa grande garota que é a Tati, estou ansiosa para mostrar o amor que ela é, e espero que o público a receba muito bem!

Além do currículo de produções, você também tem uma bagagem bastante extensa em cursos e workshops, tais como os cursos no Teatro Macunaíma, Five School e o Estúdio Broadway. Como foi que a dramaturgia passou a fazer parte da sua vida e qual o maior aprendizado que ele já deixou de legado em sua vida?

O lado da dramaturgia chegou quando eu era uma criança e gostava de atuar junto com a minha irmã mais velha, nós brincávamos em fazer novelas sobre diferentes temas, era divertido e legal. Até que decidimos fazer teatro infantil, de lá passamos a amar mais o teatro e agora estamos no teatro profissionalizante. O maior aprendizado que ele me forneceu foi, tudo que fizermos ou deixarmos de fazer está ligado a nossa ação que nos move à concretizá-lo ou não, então creio que se não fizermos algo que nos move, nunca vamos saber se aquilo irá dar certo ou não, se não nos arriscarmos um pouco.

Beth Jorge (Foto: Divulgação)

Hoje você se encontra com 16 anos, mas a sua dedicação à dramaturgia vem desde nova. Como foi o apoio da sua família para a sua carreira e quais são as dicas que você poderia deixar para aqueles que buscam viver da arte?

A minha família sempre esteve do meu lado me apoiando, por eles e pelo meu amor as artes, sempre tenho forças para me desafiar e enfrentar o que é que me espera futuramente. E para aqueles que buscam viver da arte digo que, se você sabe que seu caminho é esse e não sabe viver sem, enfrente todas as barreiras que os impeça de conseguir, acredite em você e no seu potencial, não deixe que apenas alguns nãos, deixem você desanimado mas sim, que com eles você se aprimore mais, pois com muito estudo e dedicação o seu sim virá e não deixe ele escapar de forma alguma.

Além de “Like”, a sua caminhada veio marcada por outros projetos de bastante reconhecimento, como a 1° edição de “Ever Legend”, apresentações de canto na 5° e 6° edição do “Masterclass”, entre outros. Qual considera ter sido o seu maior marco até hoje?

Todos os meus projetos sempre tem algo que me marca e me faz crescer como artista e pessoa ao mesmo tempo. Ultimamente, o que está me marcando mais é o trabalho que fiz no começo do ano, a campanha Menina Ajuda Menina da P&G, onde praticamente fui garota propaganda desse trabalho maravilhoso. Nele, era falado sobre a pobreza menstrual nas escolas, onde que milhões de meninas faltavam nas escolas durante o seu ciclo, por falta de absorventes. Isto me marcou muito, tanto pelo motivo da informação alarmante quanto pelas pesquisas, mas me marcou também quando este trabalho ganhou tanta força, que até a minha escola sem saber que participei da campanha, adquiriu ser contra a pobreza menstrual no Brasil e começou a fornecer absorventes aos alunos. Fiquei muito emocionada e contente, ao ver que pelos menos fiz e colaborei, nessa pequenina parte desta grandiosa campanha.

Beth Jorge (Foto: Reprodução/Instagram)

Ainda mais recente, o ano de 2021 foi bastante marcado pela sua participação no Coral Voz e Arte Juvenil. Como foi participar desse conjunto e qual a importância do canto como complemento a arte teatral?

Nossa foi incrível, tanto pelos profissionais que nos ensinavam e nos dirigiam quanto pelos meus antigos colegas que possuem lindas vozes. O canto na arte teatral ajuda em vários quesitos, na área de teatro musical por exemplo, é essencial, pois através do canto também será contado uma parte da história do personagem, onde poderá ser revelado muitas coisas sobre ele.

O que o público pode esperar da Tati nos palcos durante o espetáculo “Like”?

Bom, a Tati vai surpreender muito com o seu jeitinho de ser, ela trará muita informação e alegria nos palcos. E creio que o público irá gostar bastante dela, mas para conhecê-la melhor não percam Like O Musical!

Acompanhe Beth Jorge no Instagram

Quer acompanhar mais as novidades da coluna? Siga Luca Moreira no Instagram e no Twitter!

*Com Andrezza Barros

Ouça nosso podcast

VEJA MAIS

benjabet giriş

-
hiltonbet.club
- lunabet.club - süperbetin güncel adres - gizabet giriş - eskort eskişehir - mersin eskort - adana eskort -

istanbul avukat